R$ 2,5 milhões em projetos que estimulem as cooperativas

Com o objetivo de incentivar boas práticas em cooperativismo de crédito, o Sebrae vai investir R$ 2,5 milhões em projetos voltados para micro e pequenas empresas. A diretoria da instituição aprovou 18 pré-projetos que serão aperfeiçoados pelas unidades estaduais para que os participantes possam receber os recursos. Esses projetos envolvem 115 cooperativas de crédito e 73 outros parceiros. Os escolhidos participaram da pré-seleção feita pela instituição por meio do edital da Chamada Interna de Projetos Fomento às Boas Práticas em Cooperativas de Crédito, lançado em fevereiro deste ano.

A instituição vai liberar até R$ 250 mil por estado com a intenção de apoiar as unidades estaduais na implantação de boas práticas de cooperativas de crédito com pequenos negócios. As unidades estaduais e terceiros devem complementar o volume. “O objetivo é fortalecer e amadurecer a relação das micro e pequenas empresas com o segmento do cooperativismo de crédito. O sistema de cooperativismo é uma alternativa muito importante no contexto da inclusão financeira das micro e pequenas empresas e empreendedores individuais”, afirma o responsável pelo projeto no Sebrae, Robson Matos.

Desde 2003 o Sebrae vem investido em ações para fomentar o cooperativismo de crédito no país, mas essa é a primeira iniciativa nesse formato. As unidades estaduais do Sebrae têm até 13 de junho para enviar os projetos consolidados, de acordo com a chamada interna de projetos de fomento às boas práticas em cooperativas de crédito. Em 12 de agosto a diretoria executiva do Sebrae vai oficializar a aprovação final dos projetos que a partir daí receberão os recursos. O volume deverá ser aplicado até o fim de 2014.

Existem no país mais de 1,4 mil cooperativas de crédito, segundo dados do Sebrae. O projeto da instituição visa amadurecer as cooperativas que atuam com os pequenos negócios. O objetivo é melhorar o acesso ao crédito e a outros produtos e serviços financeiros pelas micro e pequenas empresas. Os recursos vão financiar desde a capacitação de técnicos das cooperativas que fazem o atendimento até a viabilização de intercâmbios dessas cooperativas em outras que já tenham boa experiência na atuação com micro e pequenas empresas.

Serão contemplados projetos que criem novos produtos e serviços financeiros para empreendedores individuais e MPE. Essas empresas devem atuar em novos nichos de mercado e em novos territórios e adotar novas ferramentas e tecnologias de gestão.

Fonte: Agência Sebrae de Notícias

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: