Biodiesel

Biodiesel é um combustível biodegradável derivado de fontes renováveis, que pode ser obtido por diferentes processos tais como o craqueamento, a esterificação ou pela transesterificação. Esta última, mais utilizada, consiste numa reação química de óleos vegetais ou de gorduras animais com o álcool comum (etanol) ou o metanol, estimulada por um catalisador. Desse processo também se extrai a glicerina, empregada para fabricação de sabonetes e diversos outros cosméticos.

Há dezenas de espécies vegetais no Brasil das quais se pode produzir o biodiesel, tais como mamona, dendê (palma), girassol, babaçu, amendoim, pinhão manso e soja, dentre outras.

Apesar de eu estar publicando algo aqui sobre biocombustível, devo ressaltar que acredito na necessidade de uma mudança mais profunda – andar à pé, de bicicleta, utilizar caronas, dividir carro com amigos ou cooperativa (já uma realidade bem comum no exterior, diminuindo os custos de TER um carro)…você entende onde que eu quero chegar?

A história do biocombustível é uma faca de dois gumes, pois há várias polêmicas neste sentido. No entanto,  o mundo ainda está baseado em locomoção automotiva, então seria dizer que dos males o menos pior?E que dez, a gente pode produzir em casa! E viva a auto sustentabilidade!

Em breve, publicarei mais sobre como fazer o seu próprio!

Por favor, coloque no comentário se você tem interesse ou alguma dica sobre o assunto.

Mas agora, te deixo uns links para ter mais informações sobre o Mundo Biodiesel, que eu pessoalmente, prefiro chamar de Biocombustível.cartaz biodiesel

http://www.biodieselbrasil.com.br/

Link do Comércio de Unidades Produtivas e com um projeto de coleta de óleo de fritura (se bem que a gente deveria parar de fritar tanto né!?) para a transformação em biocombustível – em breve, vou publicar aqui como fazer você mesmo o seu biocombustível.

http://www.biodiesel.gov.br/ e neste mesmo site você pode fazer o download:

Plataforma da mamona da Embrapa Algodão – divulga os recentes avanços tecnológicos e outras informações importantes que contribuam para o fortalecimento da cultura da mamona.

Apresentação com resultados parciais de pesquisas desenvolvidas pela Epamig, financiadas pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário, sobre oleaginosas para o norte de MG e Vale do Jequitinhonha.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: