Cada planta, um Universo

por Juliana Faber*

Ter a Natureza como mestra,  e observa-la em todas as suas dimensões e interações é o princípio mor da Permacultura e a medida que nos adentramos nesse mundo vemos e sentimos, que a Vida é um grande mistério e que este vai se desvendando aos nossos sentidos e ao nosso coração toda vez que nos dispomos a compreende- la e a interagir verdadeiramente com ela.

Teoricamente todos sabemos disso, mas é só quando começamos a interagir com a Natureza, quando botamos a mão na terra, sentimos seu cheiro, vemos os seres que trazem a vida pra terra, quando realmente sentimos o pulsar da vida na profundeza do nosso ser.

Observar o crescimento das plantas, sua interação com as os insetos, com o Sol, água e solo é algo tão fascinante que nos faz ter uma reverencia profunda por esse milagre que é Vida nesse planeta azul.

Como de uma pequenina semente nasce uma flor, uma arvore? De onde brotam tantas cores? Tantos sabores ? Tantos aromas? De onde vem a cura que as plantas nos trazem?

A medida que vamos nos aprofundando na relação com elas, percebemos que elas se comunicam, nos dizem o solo onde querem ser plantadas, a quantidade de água, a iluminação necessária e também por que estão aí, pertinho da gente.
Existe uma perfeição e uma exatidão nesse processo que se revela na sutilidade com que elas agem conosco.
Muito já se pesquisou sobre isso, chegamos aos florais, a homeopatia, as dinamizações, mas em geral continuamos longe desses seres que nos curam, nos alimentam, nos perfumam, nos colorem e nos provem de quase tudo que necessitamos.
Em cada planta está o Universo, está a possibilidade de descobrir mais sobre si e sobre o mundo.
Antes de qualquer coisa , pense em ter um jardim, Rubem Alves ja dizia que “todo jardim começa com uma história de amor, antes que qualquer árvore seja plantada ou um lago construído é preciso que eles tenham nascido dentro da alma. Quem não planta jardim por dentro, não planta jardins por fora e nem passeia por eles.”
Plante, não importa o tamanho do espaço, pode ser um pequeno circulo, uma floreira, um vaso. Coloque  uma semente ou uma pequena planta com a qual você tem alguma conexão e comece a sentir…

Esse processo não pode ser comunicado ele só é vivenciado, pelo coração e pela alma.

Comecemos com esse gesto e em breve continuamos nossa conversa…

* Juliana Faber é jardineira e permacultora, vive no Ecocentro IPEC onde se dedica a pessoas, jardinagem produtiva e ecologia domèstica. Desenvolve  produtos cosméticos, aromáticos e condimentares com plantas nativas e cultivadas no Cerrado e em outros Biomas do Brasil, numa linha de produtos denominada Viva Plantae e coordena o programa de estágios. Ocupa-se primordialmente, no desafio cotidiano de fazer com que as palavras ditas não sejam discursos vazios e dissociados, mas que sirvam de base para atitudes reais e autenticas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: